Documentário “Autismo”

Está no ar, no site da MTV, um material que produzimos para a TV sobre o autismo. O conteúdo é composto por uma série de 6 promos, com duração de 30 segundos cada, com exibição nos intervalos comerciais da emissora, e de um documentário de aproximadamente 10 minutos para distribuição online.

Durante alguns meses, em todas as rodas de conversa nas quais entramos, em algum momento discursamos sobre o autismo e sobre as descobertas que havíamos feito durante a produção do documentário, tamanho foi o impacto que nos causou o contato mais próximo com o tema. Como diz o lema da campanha, “para ajudar é preciso entender”, e foi com essa postura que nos aproximamos das famílias. Descobrimos que, como a maioria das pessoas, não sabíamos nada, e esse trabalho é uma forma de passar adiante um pouco do que aprendemos.

Veja aqui o documentário:

E veja todo o conteúdo no hotsite criado pela MTV para discutir o tema: http://mtv.uol.com.br/extra/autismo

Coletivizando na MTV

Matéria feita pela MTV sobre coletivos fotográficos, aproveitando o gancho da exposição do E.Co no CCSP. Interessante, não fosse a confusão dos nomes. Mas tudo bem, coletivo é coletivo, não importa quem assina.

Daqui: http://mtv.uol.com.br/noticiasmtv/videos/saiba-o-que-sao-os-coletivos-fotograficos.

Plano MTV (2010)Plano MTV (2010)

Série de TV realizada pela MTV Brasil, composta por 8 programas com 15 minutos de duração, abordando diversas facetas do tema da sustentabilidade.

INFO:
- Realização: MTV Brasil;
- Imagens: Coletivo Garapa e outros.

LINKS:
- Plano MTV;
- Assista a todos os vídeos em nosso canal no Vimeo.

TV series produced by MTV Brasil on issues related to the subject of sustainability. Composed by eight weekly 15-minute pieces.

INFO:
- Production: MTV Brasil;
- Footage: Coletivo Garapa and others.

LINKS:
- Plano MTV;
- Watch all the videos on our Vimeo channel.

Plano MTV – agora online

Se você perdeu, ou se você nem soube, agora pode ver. O diretor do Plano MTV Sustentabilidade, Mauro Dahmer, colocou na rede alguns dos programas já exibidos. O Plano é uma série de programetes de 15 minutos que discute, no ritmo MTV, os diversos subtemas da tal sustentabilidade. Já falamos dele por aqui. Abaixo, um dos vídeos. Para ver todos, é só entrar no canal que criamos para o Plano MTV no Vimeo: http://vimeo.com/channels/planomtv.

Plano MTV no ar

A COP-15 foi um fracasso, mas dessa vez o mundo todo esteve de olho. Mesmo sem acordos, 2009 foi o ano da sustentabilidade.

Pelo menos para nós. “Sem querer, querendo”, viramos repórteres sustentáveis. A maior parte dos nossos projetos no ano passado girou em torno do assunto. Felizmente! Nada como ser sustentado por bons assuntos e boas histórias, não é mesmo?

Entre os trabalhos, está o Plano MTV Sustentabilidade, que finalmente foi ao ar. São 8 programas de 15 minutos de duração, que estão sendo transmitidos pela MTV toda sexta-feira às 21h45. A proposta do programa é juntar, naquele ritmo frenético MTV, um bate-papo entre jovens, entrevistas com especialistas e reportagens realizadas Brasil afora. Cada programa discorre sobre um subtema – ambiente, globalização, economia, política…

No Plano, ficamos com a “chata” tarefa de produzir imagens livres em todos os segmentos. Para quem perdeu os programas anteriores, e para quem quiser acompanhar os próximos e/ou participar do debate, o programa tem site e página no Facebook.

Segunda parada: Amazonas

Postar do Amazonas não foi possível (Paulo falando); a conexão dos hotéis era ruim, pior ainda no interior do estado. O lado bom disso é que a viagem me permitiu desacelerar, sair do ritmo caótico paulistano e deixar o clima amazônico (quente, por sinal) me envolver.

Em Manaus, conversamos com Manoel da Cunha, seringueiro. Em seguida, partimos para Coari, no interior, e de lá seguimos pelo Solimões a caminho de duas comunidades no lago Mamiá. Viajar de barco pela imensidão amazônica é uma experiência que recomendo a todos.

De Coari, voltamos a Manaus em uma viagem que durou cerca de 20 horas (um trecho feito em uma hora de avião) em um barco “hotel” (aqueles em que as pessoas penduram suas redes). Foi ali que o tempo parou, fez refletir; dali surgiu a série de estudos abaixo, uma série sobre o tédio.

Tédio, nesse caso, não tem sentido pejorativo, mas o oposto disso.

*** Vejam mais no meu flickr, e aguardem a próxima parada. ***

Rio + Mtv

Cheguei agora (Leo falando) no Rio de Janeiro e a vista da varanda já é promissora!

Começaremos hoje uma série de viagens que vai levar a Garapa para Rio de Janeiro (checked!), Manaus, Brasília, Bahia e São Paulo (que já é nossa casa).

Estamos aqui com a equipe da Mtv para gravar o Plano Mtv, um programa que vai discutir política, sustentabilidade, desenvolvimento, saúde e que tem muito pano pra fazer manga de braço completo. Amanhã vamos à Cidade de Deus conversar com o MV Bill e saber mais sobre a Cufa. A iniciativa do programa é do diretor Mauro Dahmer, que também está no Rio junto com o editor Davis Sousa. Com eles, já fizemos os MTV Pública em 2009.

Fica por enquanto a vista da janela, depois de alguns chopps à beira mar (cortesia da verba diária de alimentação!).

riob

A bruxa da censura está à solta

Acabamos de receber o seguinte aviso do YouTube:

Prezado usuário,

Notificamos a remoção ou desativação do acesso ao material a seguir em decorrência de uma notificação de terceiros da parte de Viacom International Inc. informando que este material é infrator:

PRECONCEITO – MTV Pública – Aids: http://www.youtube.com/watch?v=qR9Z1Ls6W_c

Observação: A reincidência na violação de direitos autorais acarretará a exclusão da conta do usuário infrator e dos respectivos vídeos enviados. Para evitar que isso ocorra, remova todos os vídeos sobre os quais você não detém os direitos de reprodução e não envie outros vídeos que violem os direitos autorais de terceiros. Para saber mais sobre a política de direitos autorais do YouTube, leia nossas Informações sobre direitos autorais.

Se optar por enviar uma contranotificação, visite a Central de Ajuda para acessar as instruções.

Observe que na seção 512(f) da Lei de Direitos Autorais, qualquer pessoa que intencionalmente apresentar declaração falsa de que um material ou atividade foi removido ou desativado por engano ou identificação incorreta pode estar sujeita à responsabilidade.

Atenciosamente,
Equipe do YouTube, Inc.

O vídeo citado (e removido) pelo YouTube faz parte da série que fizemos sobre Aids para a MTV Brasil, distribuído em sua totalidade sob uma licença Creative Commons, como a maioria do trabalho que produzimos. Como vocês devem perceber, apenas um dos vídeos da série foi removido pelo YouTube, o que demonstra a ignorância da Viacom, gigante americana detentora da marca MTV, entre outras, que parece buscar aleatoriamente (e mecanicamente) pelas suas marcas sem sequer procurar os autores dos trabalhos para saber das suas condições de produção.

O trabalho em questão foi produzido pela Garapa para veiculação na MTV Brasil sem qualquer contrato formal, ficando portanto livre a atribuição de qualquer licença de distribuição. Nosso trabalho é, em grande parte, distribuído de forma livre, sob licença Creative Commons, porque acreditamos na livre circulação da informação e do conhecimento, ainda mais quando tratamos de questões de interesse público, como é o caso da Aids. Da mesma forma, consideramos justo o uso da trilha sonora utilizada, também distribuída originalmente sob licença Creative Commons.

Com este artigo, pretendemos deixar claro e registrado que levaremos a questão a todas as instâncias e consequências necessárias para que o objetivo da divulgação deste conteúdo (a conscientização em relação à Aids) seja respeitado, e para que nenhuma tentativa de censura ou autoritarismo seja capaz de subjugar qualquer conteúdo que julgamos ser de interesse público.

Aguardem novos capítulos. De qualquer forma, para garantir a publicidade de todo o nosso conteúdo, o mesmo vídeo continua disponível em nosso site, já que utilizamos mais de uma ferramenta para divulgação do material. Esta é mais uma prova do descompasso entre as leis de copyright e a distribuição de conteúdo na web. Ou seja, o problema é deles. Quem quiser ver, verá.

MTV Pública – Aids

Produzimos uma série de episódios para o quadro MTV Pública, da MTV Brasil. O tema era a Aids, especial para o dia mundial de combate à doença. Na peça ao lado, Valdemar Ferreira fala do coquetel de medicamentos que precisa tomar. A série completa, com quatro peças e três depoimentos, pode ser vista aqui.

 

 


Para levar:

Para fazer download do vídeo, clique aqui (clique com o botão direito, em seguida “Salvar como”).

Clique aqui para assinar o podcast com um leitor de RSS e receber as atualizações automaticamente.


Dia Mundial de Luta Contra a Aids

Um dos motivos pelo qual escolhemos o jornalismo, e dentro dele a fotografia, é a possibilidade de aprender a cada foto, a cada entrevista. É a curiosidade que faz o jornalista, essa disposição constante para ouvir e contar histórias.

Pois bem. Hoje, 1o. de dezembro, é celebrado mundialmente o Dia de Luta Contra a Aids. Há algumas semanas, fomos convocados pela MTV para produzir algo sobre o assunto para o quadro MTV Pública. Passamos horas, dias, discutindo, decidindo o que fazer e como sair dos clichês e cartilhas para falar da realidade.

Resolvemos então que mais importante do que qualquer discurso seria encontrar pessoas portadoras do HIV que topassem falar, de cara limpa e abertamente, na televisão. Foi aí que começou a aula.

Conhecemos três exemplos de muita coragem e determinação. O primeiro foi Beto Volpe, de São Vicente – SP, soropositivo há 19 anos. Em seguida, conversamos com Valdemar Alves Ferreira, que também convive com o vírus há 19 anos e, por último, com Sílvia Almeida, portadora do HIV há 14 anos.

Julgamos que seria interessante colocar as visões dessas pessoas lado a lado com a opinião de jovens não-portadores, a fim de criar esse diálogo entre o jovem, exposto ao risco e ao constante embate entre medo e liberdade, e pessoas que vivem bem, felizes, embora conscientes de suas limitações.

Além das pílulas que fizemos para a MTV, publicamos aqui trechos maiores das entrevistas que fizemos com nossos três personagens. Todos os vídeos são distribuídos sob uma licença Creative Commons, o que aqui significa que eles são livres para reprodução, publicação, distribuição e remixagem em qualquer veículo, desde que mantidos os créditos. A trilha incidental é do álbum Ghosts, da banda americana Nine Inch Nails, também distribuída sob Creative Commons.

Os vídeos, enfim:

 

Procuramos manter uma boa qualidade visual, o que às vezes torna os vídeos um pouco pesados (especialmente os depoimentos mais longos). Se a sua conexão não permitir a reprodução direta, pause o vídeo e aguarde o carregamento completo. Ou veja no YouTube.

Alguns links: